Aos poucos os chineses tem mostrado que tem muito poder de inovação no mercado de smartphones. Este é o caso da Vivo. A fabricante aproveitou a MWC 2018 para mostrar que continua saindo na frente de muitas fabricantes quando o assunto são os leitores biométricos sob a tela. Mas o que chamou mesmo a atenção foi o Apex FullView, um modelo conceito que apresenta uma solução interessante em termos de smartphones sem bordas: uma câmera retrátil.

De acordo com o The Verge, a fabricante chinesa desenvolveu um sistema de câmera resistente de forma a não apresentar um produto frágil e fácil de ser danificado. A câmera do Apex FullView conta com oito megapixels e em 0,8 segundos está pronta para uso assim que é ativada. Mas por que isso é interessante?

Veja bem, ao colocar uma câmera dentro do smartphone a Vivo praticamente apresentou uma solução para o mercado dos dispositivos que seguem o design borderless. E olha que as principais fabricantes estão envolvidas nisso. Apesar de a tendência ter sido apresentada pela Xiaomi, a Sony, Apple e Samsung entraram na gama. Como a câmera e os sensores de reconhecimento ‘atrapalhavam’ nenhuma das fabricantes que investiram em smartphones sem borda conseguiram alguma tecnologia que permitisse ao display ocupar toda a tela frontal do aparelho.

E tem mais. O design conceito do Apex FullView acomoda o sensor de luz ambiente assim como o de proximidade sob a tela. Além disso, o aparelho ainda utiliza a tecnologia Screen SoundCasting que funciona como alto-falante. Basicamente, esta tecnologia faz com que a tela vibre para produzir sons. Com isso, toda a área frontal do celular fica livre. Em outras palavras, a tela do Apex ocupa 98% da parte frontal.

Em números mais técnicos temos as bordas superior e laterais com 1,8mm e 4,3mm  para a inferior.

Voltando ao leitor de impressões digitais, no Apex FullView ele foi novamente colocado sob o display. A tela é OLED uma vez que esse tipo de tecnologia não funciona em painéis LCD. O interessante é que ele ocupa quase que a metade do display. Assim, o usuário não corre o risco de perder a paciência tentando localizar o ponto certo para efetuar o bloqueio e desbloqueio do dispositivo e demais ações. E para aumentar a segurança o aparelho ainda suporta o registro de duas digitais.

Por fim, a Vivo não informou quais eram as especificações do Apex FullView até porque, como dissemos no início, trata-se de um modelo conceitual desenvolvido apenas para dar a conhecer as funcionalidades. É mais provável que um ou mais dispositivos que agreguem algumas de suas características cheguem ao consumidor. Caso se opte por lançar o aparelho do jeito que ele foi mostrado o mercado será um pouco restrito. Agora, é ver quem vai ser a primeira copiar as soluções da Vivo!

Saiba Mais