Light Phone 2: Ainda em fase de desenvolvido celular continua com a premissa de retirar todas as distrações do caminho do usuário.

Há mais ou menos dois anos o mundo conheceu o Light Phone, um celular super minimalista desenvolvido por uma equipe de engenheiros e desenvolvedores independentes. Na época ele chegou a ser chamado de celular ‘anti-smartphone’ dada suas características peculiares. Na realidade, ele contava apenas com o necessário para ser considerado um celular, mas nem tela tinha!

Recentemente, o que já era curioso acabou ganhando uma evolução: o Light Phone 2 foi apresentado. A ideia continua sendo a mesma: tudo o que possa ser eliminado foi (especialmente quando consideramos os dispositivos mais atuais). A nova versão conta somente com aquilo básico, muito básico e assim ajuda os usuários a não se distraírem com aplicativos, redes sociais e jogos.

Basicamente, isso quer dizer que o usuário não tem uma loja de aplicativos, câmera, tela boa para vídeos e fotos que, como bem sabemos, são um dos principais motivos de distração para usuários de smartphones atuais. O termo minimalista não é à toa. Na realidade, essa era a ideia dos desenvolvedores. Ou seja, fazer com que o usuário utilize apenas o que for realmente necessário no dispositivo.

Ao menos temos algumas novidade nessa nova geração: há suporte para mensagens de texto. E tem mais, o Light Phone 2 deixou de lado o teclado que tinha apenas 10 dígitos numéricos para que ligações pudessem ser feitas. Agora os usuários poderão contar com a tela E-Ink. Ela é sensível ao toque e pode mostrar imagens de forma restrita.

A internet 4G também aparece no Light Phone 2 além do recurso de SMS. De acordo com o site The Verge, a empresa responsável por esse dispositivo afirmou que até a data de seu lançamento o aparelho ainda poderá sofrer algumas alterações e ganhar alguns outros recursos tais como suporte para aplicativos de transporte a exemplo do Uber, músicas e GPS.

A primeira versão do Light Phone era muito mais simples. O usuário apenas podia atender ligações e servia mais como uma espécie de acessório complementar ao smartphone convencional. A nova versão, por trazer mais funcionalidades, pode ser usado, ainda de forma limitada, como um celular comum.

O Light Phone 2 ainda não está pronto e é exatamente por isso que a fabricante poderá promover algumas alterações. E da mesma maneira que a primeira versão, a novidade também vai ser fruto de uma campanha coletiva de financiamento. O objetivo é conseguir 250 mil dólares para que então o dispositivo possa entrar na linha de produção. O valor necessário ainda deve demorar um pouco para ser alcançado: as estimativas apontam que isso deverá ocorrer lá para o início de 2019.

Por enquanto, o aparelho (curiosamente) está com desconto na faixa dos 37% e está sendo vendido aos apoiadores por 250 dólares (R$810). Pessoas de todos os cantos do mundo poderão pedir o seu e como falamos, precisa de paciência. Ele deve começar a ser distribuído em abril do próximo ano.

Saiba Mais