Vine Acabou?  Os donos do Twitter que haviam comprado-o, anuncia o fim do app

O que era o Vine? Vine era mais uma rede social, em que seu principal intuito era a vinculação de vídeos publicados pelos usuários, em que tivessem apenas seis segundos.  O aplicativo foi palco para inúmeros nomes que posteriormente cresceram e passaram para outros meios como o Youtube e a Televisão. Os vídeos eram dos mais diversos, organizados por categoria, que envolvesse música, entretenimento e entre outros.

Assim como no Twitter, o Vine possui um limite de expressão. No Twitter são 140 caracteres e no Vine seis segundos. E com apenas seis segundos, as pessoas conseguiam se divertir rapidamente e não se sentir entediados com os longos vídeos oferecidos pelo Youtube. Por muito tempo o aplicativo bombou, chegando a ter um número aproximado de 200 milhões de usuários, só que o mesmo não conseguiu manter a sua frequência de usuários, e algo que era inovador, passou a ficar comum e perder a graça com os avanços de outras redes sociais, como, por exemplo, o Instagram e o Snapchat.

Fim do Vine

Em 2012 os donos do Twitter, haviam adquirido o aplicativo Vine, pelo preço de U$300 milhões, antes mesmo de ele ser lançado no Brasil, já que o Vine deu as caras pelo Brasil apenas em 2013, no ano seguinte a sua compra. E hoje depois de três anos de uso, o Twitter anunciou nesta semana que o aplicativo irá ser retirado do ar, nos próximos dias. Os usuários que possuíam contas no aplicativo receberam uma notificação avisando lhes sobre o seu fim. E mesmo que a plataforma saia do ar, os vídeos irão continuar existindo e poderão ser assistidos e baixados. O que não acontecerão mais é que os usuários não poderão mais carregar e partilhar vídeos através do mesmo. Ou seja, o site e os seus vídeos continuaram a existir, mas não ocorrerá mais investimento em relação a ele.

vine app

Motivos do encerramento do aplicativo vine

O motivo principal para anunciarem o fim do Vine, é que segundo os dados financeiros, o mesmo já não estava mais dando lucros. Existe um número razoável de usuários frequentes do aplicativo, mas apenas com isso ele não é capaz de monetizar. E com isso seria necessário realizar esse corte de investimento, já que grandes inovações não iriam ser realizadas para que chamassem a atenção do público novamente. E ele já não consegue competir com as outras principais redes de uso dos internautas.

vine micro video

Proposta de venda do aplicativo

Após este anúncio de encerramento nos próximos dias, um site com conteúdo adulto, chamado Purhub Corey Price, entrou em contato com o Twitter, demonstrando interesse em adquirir o aplicativo Vine, para que pudesse reestruturar o mesmo conforme os seus padrões de conteúdo.

Até então o Twitter não se manifestou sobre a proposta, mas a única forma de acabar com o aplicativo, gerando de alguma forma um lucro, seria vendendo-o. Porém com a venda do aplicativo, não seria possível que os usuários existentes conseguissem assistir e recuperar seus vídeos depois de algum tempo, por conta da remodelagem do site.

Gostou do artigo? Compartilhe com os amigos…

Veja Também:

10 dicas e truques do WhatsApp: Saia na frente de seus amigos…
Yik Yak: O aplicativo que se destacou pelas polêmicas.
Google Assistant: Novo aplicativo que responde suas perguntas