Há alguns meses atrás alguns consumidores sofreram com seus novos aparelhos de celulares da Samsung, do seguinte modelo: Galaxy Note 7. Muitos dos usuários reclamaram do superaquecimento do aparelho durante o seu carregamento, e sem muita sorte, alguns passaram por experiências ainda piores, como tiveram seus pertences queimados, como casas, cômodos e o aparelho explodiu.

iphones e samsung aquecendo

imagem pixabay

Mesmo depois de ter sido “trocado”, como sendo desculpa de que o lote haveria tido alguns problemas de fábricas, o problema voltou a ocorrer e o produto acabou tendo que ser retirado do mercado consumidor sendo classificado como um produto de risco para a vida humana.

iPhones causa incêndio

Nos últimos dias aconteceu algo bem parecido, que não é a primeira vez, com um dos aparelhos da Apple. O modelo do Iphone não foi identificado, mas ele foi o causador das chamas que alastraram o quarto de uma menina de apenas 15 anos, enquanto a mesma dormia.

Ligado na tomada e em cima da cama, o aparelho superaqueceu, talvez pelo motivo dos lençóis ou simplesmente pelo produto já vir demonstrando problemas de aquecimento, como defeito de fábrica, não se sabe exatamente o motivo. Mas as chamas causadas pelo aparelho conseguiu destruir o aparelho, o seu carregador e todo o quarto da menina. O carregador usado era original de fábrica da empresa, ou seja, que não deveria ter chances disto ter acontecido.

Atire a primeira pedra quem nunca deixou o aparelho de celular carregando em cima da cama durante a noite, mas mal sabe os usuários que isso já foi motivo de grandes incêndios, como foi o caso desta menina que ocorreu há poucos dias.

O usuário tem culpa?

O erro dos usuários pode ser deixa-los perto de algo que atrapalhe sua ventilação, ou da fabricante que não trouxe segurança o suficiente para enfrentar esses tipos de caso. Já que este não é o primeiro caso em que a empresa sofreu com algum tipo de incidentes envolvendo fogos.

No mês passado, por exemplo, um carro na Austrália, entrou em chamas quando o dono do Iphone 7 deixou o mesmo carregando debaixo de uma pilha de roupas, que fez com que o produto também superaquecesse e realizasse a combustão. E outro quarto de um rapaz que possuía um Iphone 5s deixou destruído seu aparelho e sua roupa de cama, após colocar seu aparelho sem bateria para carregar sob sua cama, e em poucos minutos o aparelho começou a gerar chamas.

Pelos ocorridos serem dispersos, com modelos distintos dos aparelhos, não ocasionou uma preocupação tamanha, como foi o caso do Samsung Galaxy Note 7, mas não seria todos esses superaquecimentos um problema que as fabricantes deveriam se preocupar mais na produção dos seus aparelhos? Já que o ocorrido não foi apenas uma vez com determinados modelos de cada empresa, por exemplo.

Cuidados aos usuários

O erro não é apenas das fabricantes dos aparelhos, mas também dos usuários sabendo da onda de superaquecimento insistem em manter o carregando dos seus smartphones em cima de camas, ou em meio a roupas e cobertas, a ponto de realmente ocasionar uma combustão. Ou seja, é necessária uma atenção dos usuários de como e onde irá realizar o carregamento do aparelho, para que não ocorra situações indesejadas como essas.

Gostou da noticia dos iphones aquecendo ? Compartilhe com os amigos…

Veja Também:

One Plus 3T e One Plus Pixel: Mistério quase desvendado.
Mate 9: Huawei trará seu novo Phablet neste mês de Novembro
Galaxy S8: Segundo rumores, o próximo lançamento da Samsung

Saiba Mais: